Rastreamento


De acordo com os dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é o segundo mais comum entre as mulheres, sendo responsável por 25% do total de casos em todo mundo, o último dado é de 2012. Estimativas apontam que ocorram mais de um milhão de casos por ano e ainda é a causa de morte mais frequente para as mulheres.

Observando todos os dados mundiais, o rastreamento é fundamental para identificar a doença logo no início e tratar da melhor forma. A mamografia é o método mais eficaz para diagnosticar a doença, já que a alta mortalidade desse tipo de câncer é devido ao diagnóstico tardio da doença.

O rastreamento anual é indicado em dois casos específicos: mulheres que não apresentam sintomas e com mais de 40 anos e mulheres entre 25 e 30 anos que se encontrem no grupo de risco da doença (como hereditariedade, por exemplo).

A Mamografia é o melhor método para rastreamento do câncer de mama, ele costuma ser solicitado pelo seu médico e não necessita de nenhum preparo. As mulheres que apresentam alto risco de desenvolver a doença podem também aliar o rastreamento com a Ressonância Magnética.
« Voltar